O Tribunal na internet

downloadhhA atriz Glória Pires foi a bola da vez nas redes sociais depois de ser escalada para comentar o Oscar na noite de domingo. Sim, bola da vez porque o que mais se vê na internet são notícias e memes sobre a péssima atuação da atriz comentando os indicados a estatueta.

Isso prova que o público não perdoa. Seja quem for, as pessoas agora tem voz para alardear seu descontentamento, apontar as falhas e exigir um produto de qualidade. E claro, sempre vai existir aqueles que levam ao extremo e acabam sendo grosseiros e ignorantes ao expressar suas opiniões.

Nesse episódio há dois fatos que chamam a atenção. Primeiro, que quem pagou o pato por estar no lugar errado foi a própria Glória Pires que obviamente não tem habilidade para fazer comentários sobre filmes e estava lá a convite de alguém. Provavelmente foi chamada por ser uma figura popular e querida pelo público. Ou seja, o diretor não teve a preocupação em oferecer um entretenimento de qualidade com informações relevantes sobre os filmes e atores do Oscar. O que acontece com frequência na Rede Globo.

Segundo, a atriz se viu obrigada a gravar um vídeo esclarecendo os fatos àqueles que manifestaram seus demônios diante o ocorrido, o que pessoalmente, achei desnecessário por se tratar de uma atriz renomada e talentosa que não tinha que se justificar pela incompetência da direção do programa, que a meu ver, subestima seu público.

Já a internet funciona assim: um dia ela engrandece e coloca a pessoa num pedestal. No outro, ela puxa o tapete e detona a figura dona de milhões de seguidores. Digo um dia, porque é exatamente o tempo que dura o julgamento. Amanhã ninguém mais lembra…

 

Sbre Eanne

Filme: O Regresso

Já li algumas críticas do filme O Regresso, do diretor que gosto muito Alejandro González Iñárritu e discordo daquelas que apontam o filme como uma invenção para ganhar o Oscar, quase que “moldado” com elementos existentes em ganhadores passados, como a redenção, o sofrimento e blablablá… O filme é entretenimento e diversão, assim como o cinema! Quando quero assistir a filmes “cabeça” escolho um com esse perfil.

O Regresso é aventura e drama. Concordo que houve uns “furos” no roteiro e diria que foram até grandes, mas a fotografia, a atuação do Leonardo Di Caprio como Hugh Glass foram excepcionais e não se pode menosprezar Alejandro Iñárritu que dirigiu “Biutiful”, “Amores Brutos”, “Babel” e o último vencedor do Oscar “Birdman” pela direção do filme.

Prefiro não enumerar as perguntas que ficam sem resposta na história real de um caçador de peles que é abandonado pelo seu grupo e consegue sobreviver as mais terríveis adversidades (melhor o leitor assistir com seus próprios olhos, e se assistiu, pode comentá-las!).

O filme realmente é bom, mas tenho minhas dúvidas se é para ganhar um Oscar. E quanto à interpretação de Leonardo Di Caprio, acho que ele está na mesma posição que Eddie Redmayne em 2015, quando o ator interpretou o físico Stephen Hawking no filme ” A teoria de tudo”. Uma caracterização perfeita que ajuda muito na interpretação.

vlcsnap-2016-02-14-11h26m58s508Na minha opinião Michael Keaton estava fantástico no papel de  Riggan Thomson e merecia o troféu. Acredito que seja muito mais difícil interpretar um personagem “normal”, sem roupas especiais, maquiagem, adornos, efeitos, do que um personagem que tenha esses recursos. Mas, enfim, para nós o que vale é a diversão!

Sbre Eanne

Birdman – A inesperada virtude da ignorância

Foto da Internet
Foto da Internet

Já tinha ouvido alguns comentários desanimadores  de amigos sobre Birdman (acredito que muitas pessoas não tenham gostado do filme), mas a verdade é que eu adorei… Achei um filme leve, bem sacado, original e divertido. Demorei um pouco para assistir o ganhador do Oscar porque imaginava uma história diferente, talvez cansativa. Mas a surpresa foi agradável tanto das cenas, como dos atores. Michael Keaton está realmente perfeito como Riggan Thompson, Edward Norton como Mike Shiner, Emma Stone como Sam, um elenco que só enriquece o filme dirigido por Alejandro G. Iñárritu (Amores Perros – 2000, 21 gramas – 2003, Babel – 2006, Biutiful – 2010). As virtudes retratadas em Birdman são típicas do sucesso que vai e volta: vaidade, egocentrismo. Destaque para a força da crítica de um jornal famoso que tem o poder de enaltecer ou acabar com um espetáculo, o ambiente desencanado do teatro, a trilha sonora durante todo o filme, as cenas contínuas , sem cortes, a atuação de Michael Keaton. Brilhante.