Em terra de cego quem tem um olho é rei

Foto: Geraldo Magela/ Agência Estado/ Carta Capital
Foto: Geraldo Magela/ Agência Estado/ Carta Capital

É fato que o Governo atual se mostra incapaz de desenvolver uma articulação eficiente, de mostrar coerência entre o discurso e a prática e dar credibilidade a este mandato, pelo o menos aos seus eleitores. Ou seja, o Governo não contribui para diminuir e abrandar sua auto propaganda desastrosa que só alimenta aos que sentem ódio e não estão dispostos a ver o outro lado da moeda. Sim, toda moeda tem dois lados, e neste caso é a moeda da troca, do famoso “toma lá da cá”, expressão tão recorrente na política brasileira. O mais triste é que o outro lado tem como protagonistas dois políticos que figuram entre os principais líderes do Estado: Renan Calheiros (presidente do Senado) e Eduardo Cunha (presidente da Câmara). Não é exagero dizer que a presidenta está nas mãos destes dois lobos que só aprovam as medidas do Governo se receberem benefícios, como cargos em Ministérios, estatais e por ai vai… Sempre me pergunto como esses oportunistas chegam a um cargo tão importante no cenário político, mesmo que as vezes tenham como base eleitoral Estados pouco expressivos economicamente como é o caso do excelentíssimo Renan Calheiros. Daí vem minha reflexão mais filosófica, que como Aristóteles afirmava, o homem é um animal político, e certas pessoas possuem habilidades e virtudes que se destacam de outras. O fato é que estes dois lordes da política são extremamente articulados, hábeis na arte da negociação e no mínimo persistentes aos objetivos que almejam. E só consigo ver estas qualidades, mesmo que contrária e enojada ao que tudo o que estes hipócritas representam. Sempre lembro da propaganda partidária do PMDB (sigla do partido dos caros cavalheiros), que por uma distração me peguei assistindo e conferindo as hipocrisias lançadas em pleno horário nobre da televisão. O Sr. Eduardo Cunha dizia, entre outras balelas, que já dava início a uma reforma  política de verdade. Para ser de verdade, esses políticos teriam que ter uma virtude que eles não tem: honestidade. E assim se explica como certas pessoas se destacam das outras e exercem o poder, se detém da influência e se perpetuam numa posição privilegiada defendendo os interesses próprios e daqueles que os seguem.

Fontes: Carta Capital, YouTube.

Sbre Eanne

Birdman – A inesperada virtude da ignorância

Foto da Internet
Foto da Internet

Já tinha ouvido alguns comentários desanimadores  de amigos sobre Birdman (acredito que muitas pessoas não tenham gostado do filme), mas a verdade é que eu adorei… Achei um filme leve, bem sacado, original e divertido. Demorei um pouco para assistir o ganhador do Oscar porque imaginava uma história diferente, talvez cansativa. Mas a surpresa foi agradável tanto das cenas, como dos atores. Michael Keaton está realmente perfeito como Riggan Thompson, Edward Norton como Mike Shiner, Emma Stone como Sam, um elenco que só enriquece o filme dirigido por Alejandro G. Iñárritu (Amores Perros – 2000, 21 gramas – 2003, Babel – 2006, Biutiful – 2010). As virtudes retratadas em Birdman são típicas do sucesso que vai e volta: vaidade, egocentrismo. Destaque para a força da crítica de um jornal famoso que tem o poder de enaltecer ou acabar com um espetáculo, o ambiente desencanado do teatro, a trilha sonora durante todo o filme, as cenas contínuas , sem cortes, a atuação de Michael Keaton. Brilhante.

Um website bem legal…..

Quem nunca parou para observar o céu em uma noite clara? Como já disse Dorival Caymmi , é ruim da cabeça ou doente do pé. Bom, não foi exatamente sobre astronomia que motivou o grande compositor baiano a escrever “o samba da minha terra” mas é sobre esta maravilhosa ciência que quero falar.

No século III A.C., os astrônomos gregos Eratóstenes, Aristarco e Anaxágoras foram capazes de medir, com razoável aproximação,  o diâmetro da Terra e da Lua e também a distância entre a Terra e a Lua e a Terra e o Sol.  Apenas com um grande poder de dedução, imaginação e observação, em mais uma demonstração do quão os gregos foram geniais. Para que tanta tecnologia, como i-phones, tablets, aplicativos se não somos capazes de pensar lógica e dedutivamente? Quando me dizem que as crianças de hoje são mais inteligentes do que no passado, refuto completamente: o que há hoje é mais acesso à informação e mais ferramentas do aprendizado, mas nada disso é útil sem reflexão crítica e raciocínio lógico, que independe das épocas e modas. Isso será tema de outro post.

Bom, voltemos à Astronomia.

Nestes dias em Gonçalves onde o céu estava limpo e pude observá-lo com um super binóculo que comprei há uns tempos atrás (mas como nada é perfeito, esqueci o tripé, e dificultou muito o manuseio) me lembrei de um website da Universidade americana de Nebraska-Lincoln que disponibiliza várias animações sobre Astronomia.

Está em inglês, mas se você se interessa um pouquinho por ciências vale a pena visitar. O endereço é http://astro.unl.edu/naap/.

Veja por exemplo a animação do movimento orbital da Terra: (clique em start animation):

Movimento Orbital

Se você se interessar há vários livros em português de autoria do Ronaldo Mourão, astrônomo brasileiro falecido no ano passado. Ele foi um grande precursor e entusiasta na divulgação da Astronomia no Brasil. Um pouco mais avançado é o livro editado pela EDUSP Astronomia uma visão geral do universo, organizados por vários professores do IAG-USP, Instituto Astronômico e Geofísico da Universidade de São Paulo.

sobre parma

Professora chinesa ensina pendurada numa corda

Foto: Sina.com
Foto: Sina.com

Na cidade de Chengui, na China, a professora Zhu Youfang, ministra aulas na escola Shangluo pendurada numa corda. Ela sofre de uma doença que limita suas funções motoras. Zhu tem experiência de 31 anos lecionando e sua persistência chama a atenção, pois nunca desistiu mesmo nas condições de saúde em que se encontra há pelo menos 3 anos.

Foto: Sina.com
Foto: Sina.com

A professora fica em pé na classe durante 45 minutos de aula segurando uma corda amarrada no teto sob o quadro negro para manter seu equilíbrio. Fora da escola, ela anda com a ajuda do marido, que trabalha no mesmo local. Zhu tem dificuldade de se manter em pé, levantar as mãos, virar a cabeça para os lados e fazer outros movimentos, por isso apoia os braços na parede quando anda.

Foto: Sina.com
Foto: Sina.com
Foto: Sina.com
Foto: Sina.com

Zhu se exercita numa esteira todos os dias por 10 minutos em sua casa, como forma de treinar o corpo. Depois que a história foi divulgada pela mídia, as alunas antigas voltaram à escola para visitá-la.

Foto: Sina.com
Foto: Sina.com

Essa é uma história de superação, como várias outras, mas acredito que o que é importante é sabermos que muitas pessoas tem problemas na vida, seja na China, na Rússia, no Cazaquistão… As vezes pensamos que somos os únicos com dificuldades, mas existem muitas outras pessoas que sofrem e nem por isso desistem de viver, de lutar, de seguir em frente.

Fonte: Sina.com

Sbre Eanne

Gonçalves – Minas Gerais

No sul de Minas Gerais, situado a cerca de 210 km de São Paulo está Gonçalves. O melhor e mais seguro – não o mais curto que é via Fernão Dias até Cambuí – meio de se chegar até lá é pela Ayrton Senna / Carvalho Pinto e seguir sentido Campos do Jordão. Seguir sentido Pinhal, Sul de Minas, passar por Sapucaí Mirim e São Bento do Sapucaí e logo após há o trevo para Gonçalves.

Cidadezinha que não chega a 5000 habitantes, Gonçalves pertence ao Circuito das Serras Verdes do Sul de Minas, encravado na Serra da Mantiqueira. Foi emancipada em 1963 sendo antes distrito de Paraisopolis.

Brasão Goncalves MG
Brasão Goncalves MG

É uma região muito bonita com aquele ar de interiorzinho meio nostálgico, em que todo mundo se conhece. Em muitos aspectos é a antitese de São Paulo. Para os baladeiros e baladeiras a cidade é BEEMMMM tranquila portanto se viajar sem namorado ou namorada leve um bom livro…

O QUE FAZER: Andar, fazer trilha, tomar banho de cachoeira, comer bem, tomar uma boa cachacinha, observar o céu estrelado… correr pelado de madrugada no meio do mato também é uma opção para os mais naturalistas.

Cachoeira do Simão (acervo pessoal)
Cachoeira do Simão (acervo pessoal)

Fomos ao restaurante da Vilma, comida caseira, feita no fogão a lenha e com uma boa variedade de saladas cultivadas e colhidas no próprio sítio, excelente! Outra opção para comer é Ao Pé da Pedra que tem uma vista bem legal, e que tem uma trilha que leva – como o próprio nome sugere – ao alto de uma pedra que proporciona uma vista bem bonita da região.

É uma cidade para voltar várias vezes.

Mapa de Gonçalves
Mapa de Gonçalves

sobre parma

A série House of Cards ganha mais uma temporada em 2016

Foto da internet
Foto da internet

Para quem gosta de séries, House of Cards é indiscutivelmente uma das melhores. Assisti as duas primeiras temporadas praticamente num piscar de olhos. Frank Underwood (Kevin Spacey) e Claire Underwood (Robin Wright) são uma dupla genial que faz de tudo para chegar ao poder. Os desdobramentos de cada episódio e a tomada de cenas onde Frank fala com o espectador são incríveis e fazem dessa série uma trama de intrigas e trapaças surpreendentes, que são um retrato da realidade. Além do casal protagonista, outros personagens enriquecem a narrativa, como Doug Stampler (Michael Kelly), o fiel escudeiro de Frank, que faz o trabalho sujo para proteger o chefe. A forma de contar e filmar as histórias de cada episódio deve-se muito ao grande diretor (que particularmente gosto muito) David Fincher (Seven – 1995, Clube da Luta – 2007, Zodíaco – 2007, O curioso caso de Benjamin Button – 2008, A Rede Social – 2010, Garota Exemplar – 2014. House of Cards são 3 temporadas disponibilizadas pelo Netflix e a expectativa da 4ª temporada que terá início das filmagens em junho de 2015.

Fonte: Omelete

Sbre Eanne

Fora da Zona Verde

Frank Zappa, um genial músico estadunidense uma vez disse que “without deviation from the norm, progress is not possible” no que pode ser traduzido como “progresso não é possível sem desvio da norma”. Bom o Zappa realmente sabia das coisas e é uma direta inspiração para o nome deste recém nascido blog. Por que Fora da Zona Verde? A ideia é exercitar a escrita através de reflexões não convencionais, em que a norma corrente ou é contestada ou discutida, em algumas vezes até corroborada, mas sempre com um olhar crítico. Da minha formação de físico trago exemplos espetaculares de progresso produzidos “fora da zona verde”: o advento da Mecânica Quântica talvez seja o mais famoso, e Einstein quando jovem se imaginou viajando na velocidade da luz. No campo político venho de uma família de forte influência anarquista e o anarquismo caminha fora da zona verde o tempo todo. Nascemos e vivemos a maior parte de nossas vidas de uma maneira convencional, e talvez não há como fugir disso, pois afinal somos parte de uma sociedade, em que o coletivo muitas vezes deveria se sobrepor ao individual.

Ah! E zona verde também é um filme bem legal do Paul Greengrass….

Longa vida ao Fora da Zona Verde.

 

sobre parma