Série “Secrets and Lies”

243321.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Nas entre safras de séries (no caso, das que eu assisto) resolvi assistir a “Secrets and lies” motivada principalmente pelas críticas positivas. A história em si não é novidade: uma criança é achada morta pelo vizinho Ben (Ryan Phillippe), numa pequena cidade o que o torna o maior suspeito do crime. A partir daí, em busca da verdade e tentando provar sua inocência, Ben começa a investigar os moradores próximos ao garoto, o que gera desavenças e conflitos. No encalço do protagonista, a detetive  Andrea Cornell (Juliette Lewis) tenta provar que Ben é culpado e não descansa enquanto não conseguir uma confissão. Para piorar, durante o decorrer da história são revelados fatos que podem mudar o rumo das investigações.

Apesar de não ser uma série como Breaking Bad ou House of Cards tratando-se de um enredo bem construído e um roteiro impecável, Secrets and lies é um bom entretenimento e garante aquela ansiedade e curiosidade para assistir ao próximo capítulo. Há algumas falhas na história e a interpretação de Juliette Lewis está um tanto caricata. Na falta do que ter o que ver a série é bem vinda.

Sbre Eanne

 

Duas lições sobre o impeachment

download (4)

Tirei duas lições desse início de processo de impeachment. Primeiro, que fui ingênua ao pensar que não poderia mais haver nenhum tipo de derrubada de governo no Brasil. Acreditava que nossas “instituições eram sólidas” (claro indício de manipulação ouvir tantas vezes a mesma coisa), que o país tinha uma imprensa livre e crítica capaz de zelar pela democracia e que o Brasil não poderia ser comparado a países como Paraguai ou Honduras. Obviamente estava errada.

fre

Segundo, descobri quão é fácil manipular as pessoas, que claramente o desejo incontrolável de “fazer ou mudar algo”é nutrido dia-a-dia por aqueles que detém o poder de formar opiniões. Esse mesmo desejo plantado leva as pessoas a não aceitarem outros pontos de vista e acabam se tornando intolerantes. Pensava que somente nos rincões pobres existiam pessoas que por falta de escolaridade e por viverem na miséria fossem vulneráveis às manipulações exercidas pelos “coronéis”, pelos poderosos, pelos aristocratas (ingenuidade, falta de conhecimento e preconceito da minha parte).

Agora entendo que a educação formal não é suficiente para libertar as pessoas, que a educação em si não livra o ser humano de ser manipulado e usado conforme os interesses alheios. Agora entendo que somente uma educação critica, a mesma defendida por Paulo Freire pode combater o mal do poder, da ganância e a vontade de manter tudo como está.

Só enxerguei isso depois de ver pessoas com boa escolaridade, pessoas que tiveram oportunidades na vida, que tiveram escolhas, a bradarem uma ideia repetidamente, sem argumentos, sem pensar nas consequências  e sem tentar entender os propósitos dos sujeitos envolvidos nesse episódio. Depois de tudo, sempre lembro as palavras de um professor que tive na pós-graduação, onde fui apresentada a pensadores críticos, “Desconfie de tudo”.

images (2)

Em relação ao processo de impeachment, em vez de tagarelar “Fora Dilma” ou “Não vai ter golpe”, prefiro buscar nos livros, na História e ouvir as pessoas sensatas que participaram ativamente desse período sombrio do Brasil, como Caetano Veloso em resposta a uma participante do programa Altas Horas.

Sbre Eanne

Carteira de habilitação para quem vai dirigir no exterior

A carteira de habilitação para quem pretende viajar para o exterior chamada de Permissão Internacional para Dirigir (PID) não é obrigatória para quem vai passar até 180 dias em outro país. Entretanto, ela é aceita em mais de 130 países e pode ser útil no caso de um acidente ou infrações mais graves. O condutor que possui o documento pode escapar de constrangimentos e burocracias dos agentes rodoviários. Imagina numa situação difícil na Turquia, por exemplo, você ter que explicar para o agente da lei que a sua carteira de habilitação brasileira é o documento apresentado. Caso um policial exigir a habilitação, as informações em alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, português e russo irão facilitar a leitura dos dados do condutor pelo agente e a liberação do veículo.

20-12-201208-50-45permissaointernacionalparadirigir

O mais importante é consultar antes se o país que vai ser visitado aceita a carteira nacional de habilitação ou o PID.

Para tirar o PID é fácil: basta ter a habilitação com foto em situação regular (nem suspensa, nem cassada); no prazo de validade, ser emitida pelo Detran de São Pualo e não estar em processo de mudança de categoria. Também dá para solicitar pelo site do Detran. A taxa é de R$ 259,05 e demora até 5 dias uteis.

Sbre Eanne

 

Filme: The lost honour of Christopher Jefferies

O filme lançado pela Netflix conta a história real do assassinato da jovem Joanna Yeates, então moradora e inquilina do “esquisito”  Christopher Jefferies, um professor universitário aposentado, que é preso suspeito pela morte da garota. Enquanto segue as investigações, Christopher tem sua vida devassada pela imprensa, que diante um sensacionalismo sem limite inventa várias histórias sobre o professor e acaba com sua reputação. Tudo isso acontece principalmente pela extravagante aparência do acusado, que possui hábitos peculiares e acaba sendo um sujeito fora do padrão que a sociedade cria.

O filme é bem interessante até pelo fato de ser uma história real. O ator Jason Watkin interpreta muito bem um homem de meia idade cheio de trejeitos e que é lembrado pelos colegas como uma pessoa correta.

A história é um exemplo de como uma pessoa pode se tornar alvo de julgamentos alheios por se apresentar de forma “diferente” do habitual. Vivemos numa sociedade cheia de estereótipos e quando alguém não se “encaixa” em nenhum deles, pode sofrer preconceitos e acusações inimagináveis. Também é destaque a “fome” da imprensa em produzir histórias sensacionalistas sem a preocupação com as pessoas envolvidas, só se importando em vender exemplares.

Sbre Eanne

 

Feliz Dia das Mulheres

Fiquei pensando se é válido mesmo ter um dia de comemoração para as mulheres já que os homens não ganharam tal privilégio. Se dentro das minhas possibilidades (digo isso, porque é difícil mudar o que já está enraizado na nossa vida) luto pela igualdade de gêneros, como já descrevi antes neste blog, por que apoiar este dia dedicado às mulheres?

mulheres-poderosas1 Maud Wagner, a primeira tatuadora dos Estados Unidos – 1907

Assim como os negros foram injustiçados no sentido de não terem as mesmas oportunidades que os brancos, as mulheres também sofreram e ainda sofrem a falta de igualdade em muitas áreas da sociedade. Elas padecem com o que já foi legitimado pela história e que é passado de geração para geração.

mulheres-poderosas4
Annette Kellerman, presa por indecência após usar esta roupa de banho em público – 1907
mulheres-poderosas7
Armênia de 106 anos protegia sua família com uma AK-47 – 1990

Por isso, o dia de hoje só vem reparar a cultura de inferioridade que foi imposta pelos homens e que muitas mulheres acreditam ser a verdade. Por isso, tudo que puder lembrar a desigualdade que existe entre homens e mulheres é bem vindo e deve ser comemorado.

Assisti a um curto filme muito interessante, onde é perguntado para várias meninas estudantes se elas conheciam mulheres que foram inventoras na história. Elas não sabiam responder… Abaixo algumas delas:

Sbre Eanne

 

O Tribunal na internet

downloadhhA atriz Glória Pires foi a bola da vez nas redes sociais depois de ser escalada para comentar o Oscar na noite de domingo. Sim, bola da vez porque o que mais se vê na internet são notícias e memes sobre a péssima atuação da atriz comentando os indicados a estatueta.

Isso prova que o público não perdoa. Seja quem for, as pessoas agora tem voz para alardear seu descontentamento, apontar as falhas e exigir um produto de qualidade. E claro, sempre vai existir aqueles que levam ao extremo e acabam sendo grosseiros e ignorantes ao expressar suas opiniões.

Nesse episódio há dois fatos que chamam a atenção. Primeiro, que quem pagou o pato por estar no lugar errado foi a própria Glória Pires que obviamente não tem habilidade para fazer comentários sobre filmes e estava lá a convite de alguém. Provavelmente foi chamada por ser uma figura popular e querida pelo público. Ou seja, o diretor não teve a preocupação em oferecer um entretenimento de qualidade com informações relevantes sobre os filmes e atores do Oscar. O que acontece com frequência na Rede Globo.

Segundo, a atriz se viu obrigada a gravar um vídeo esclarecendo os fatos àqueles que manifestaram seus demônios diante o ocorrido, o que pessoalmente, achei desnecessário por se tratar de uma atriz renomada e talentosa que não tinha que se justificar pela incompetência da direção do programa, que a meu ver, subestima seu público.

Já a internet funciona assim: um dia ela engrandece e coloca a pessoa num pedestal. No outro, ela puxa o tapete e detona a figura dona de milhões de seguidores. Digo um dia, porque é exatamente o tempo que dura o julgamento. Amanhã ninguém mais lembra…

 

Sbre Eanne

Menino de 2 anos é acusado de bruxo

Anja-Ringgren-Loven-Nigerian-boyUm vídeo que está circulando na internet de um garoto de 2 anos que foi abandonado pelos próprios pais que o acusam de ser um bruxo na Nigéria nos revelam muito mais que a miséria humana. Ele nos mostra a tal ponto pode chegar a ignorância daqueles que se veem “esquecidos” por instituições, deuses, governos, organizações e seja lá o que existir. É a completa falta de esperança.

As imagens falam por si.

Um menino Africano pequeno bebe suavemente água da garrafa. Ele está nu e magro, e os moradores riem dele.
No entanto, a dinamarquêsa Anja Anel Ramo Loven dá-lhe água e biscoitos antes que o garoto seja levado para o hospital.
As imagens, que nos últimos dias se espalharam através das mídias sociais para vários meios de comunicação dinamarqueses e agora chegam à imprensa estrangeira são comoventes.
– Meu maior desejo sempre foi o de gritar para os líderes mundiais, e agora eu gritei ao mundo, diz Anja Anel Ramo Loven.

Mais morto que vivo.
Anja Anel Ramo Loven fundou uma organização de ajuda privada na Nigéria, onde ela vive há três anos.
Lá ela se move para pequenas aldeias para resgatar as crianças que foram rejeitadas pelas famílias e comunidades, porque eles são acusados de serem bruxas crianças.
O documentário “Anja África”, que será mostrado no DR2 durante a primavera, segue o trabalho Anja Anel Ramo Act.
No documentário Anja Anel Ramo Loven fala sobre o menino que mais tarde ela daria o nome de “Esperança”.

– Isso acontece apenas em pequenas comunidades, onde a população é extremamente pobre, e onde há muita superstição, daí as crianças são acusadas de serem bruxas crianças, diz Anja Anel Ramo Loven que diz saber de crianças excluídas quase todos os dias.

É bom esclarecer que as crianças não são acusadas de bruxas pelos pais, mas sim pelos membros da aldeia em que vivem, que podem ser avós, vizinhos, tios ou o padre. É muito raro a acusação ser feita pelos pais. Uma vez que o pequenino é acusado de bruxo, não há mais volta. A única maneira de reverter é praticando um exorcismo, que custa muito caro. Muitas vezes as crianças são torturadas e mortas e os pais são obrigados a expulsá-los da vila.

O menino atualmente está no hospital, mas já tem assegurado uma vaga no orfanato gerenciado pela organização de Anja.

Anja-Ringgren-Loven-Nigerian-boy4

 

Para quem quiser contribuir financeiramente pode pagar um valor mensal pelo pay-pal.

Site:http://dinnoedhjaelp.dk/dinnoedhjaelps-arbejde-i-nigeria/

Sbre Eanne