Memórias

Nenhum comentário

O mundo é um lugar muito grande comparado com a nossa existência. Existem lugares que nunca conheceremos, línguas que nunca ouviremos, sabores que nunca provaremos. A maioria das pessoas não liga para isso e passam praticamente toda a sua vida próximo ao lugar onde nasceram ou então próximo ao lugar onde se estabeleceram. Não há nenhum mal nisso, é uma opção de vida e as tecnologias atuais permitem ir virtualmente aonde se queira.

E também a boa literatura nos convida à conhecer lugares remotos. Um ótimo exemplo é o romance Mongólia do brasileiro Bernardo Carvalho.

Mas quem curte – verdadeiramente  – viajar, a sensação do desconhecido é fantástica, e se for para algum lugar ou país distante, a excitação é maior ainda, pois nunca se sabe se vai ser possível lá voltar até o final da vida, e, por esta razão as sensações serão únicas.

Acho provável que nunca mais voltarei a Aleppo e Damasco na Síria e talvez minha filha não tenha a oportunidade de visitar os mesmos lugares que eu.

Por exemplo, no sítio arqueológico de Palmira, sempre poderei dizer que “Eu estive lá, ninguém me contou, eu mesmo vi” . A humanidade constrói e destrói na mesma proporção.

Acabamos de voltar de Seychelles, uma ilha no oceano índico pertencente ao continente africano.

O que era na semana passada realidade, agora são memórias.

Desejo muito poder voltar.

Enquanto isso não acontece, fecho os olhos e sinto tudo aquilo que vi, tateei, cheirei e saboreei.seychelles-1

seychelles-4seychelles-3seychelles-6seychelles-2seychelles-5

seychelles-8

sobre parma

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s