Duas lições sobre o impeachment

Nenhum comentário

download (4)

Tirei duas lições desse início de processo de impeachment. Primeiro, que fui ingênua ao pensar que não poderia mais haver nenhum tipo de derrubada de governo no Brasil. Acreditava que nossas “instituições eram sólidas” (claro indício de manipulação ouvir tantas vezes a mesma coisa), que o país tinha uma imprensa livre e crítica capaz de zelar pela democracia e que o Brasil não poderia ser comparado a países como Paraguai ou Honduras. Obviamente estava errada.

fre

Segundo, descobri quão é fácil manipular as pessoas, que claramente o desejo incontrolável de “fazer ou mudar algo”é nutrido dia-a-dia por aqueles que detém o poder de formar opiniões. Esse mesmo desejo plantado leva as pessoas a não aceitarem outros pontos de vista e acabam se tornando intolerantes. Pensava que somente nos rincões pobres existiam pessoas que por falta de escolaridade e por viverem na miséria fossem vulneráveis às manipulações exercidas pelos “coronéis”, pelos poderosos, pelos aristocratas (ingenuidade, falta de conhecimento e preconceito da minha parte).

Agora entendo que a educação formal não é suficiente para libertar as pessoas, que a educação em si não livra o ser humano de ser manipulado e usado conforme os interesses alheios. Agora entendo que somente uma educação critica, a mesma defendida por Paulo Freire pode combater o mal do poder, da ganância e a vontade de manter tudo como está.

Só enxerguei isso depois de ver pessoas com boa escolaridade, pessoas que tiveram oportunidades na vida, que tiveram escolhas, a bradarem uma ideia repetidamente, sem argumentos, sem pensar nas consequências  e sem tentar entender os propósitos dos sujeitos envolvidos nesse episódio. Depois de tudo, sempre lembro as palavras de um professor que tive na pós-graduação, onde fui apresentada a pensadores críticos, “Desconfie de tudo”.

images (2)

Em relação ao processo de impeachment, em vez de tagarelar “Fora Dilma” ou “Não vai ter golpe”, prefiro buscar nos livros, na História e ouvir as pessoas sensatas que participaram ativamente desse período sombrio do Brasil, como Caetano Veloso em resposta a uma participante do programa Altas Horas.

Sbre Eanne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s