Os melhores chocolates do mundo

um comentário

20160109_132942

Na minha viagem a Bélgica, que é considerado o país dos melhores chocolates e as mais variadas cervejas, resolvi fazer um tour sobre o chocolate. A guia que liderava um grupo de 9 pessoas começou as explicações numa das mais luxuosas galerias da Europa: St. Hubert.

Basicamente, o tour se concentrou nas lojas das grandes marcas de chocolate, com direito a degustação e visitas comentadas de alguns pontos turísticos. Foram três horas muito agradáveis, pois além de conhecer os mais famosos chocolateurs atualmente, ouvimos curiosidades sobre a cidade e provamos os mais deliciosos pralines (assim como são chamados os bombons).

Sempre é bom conhecer coisas novas numa viagem e saber por exemplo que o Godiva não é um dos melhores chocolates ( no Freeshop pelo menos é um chocolate caro). Fiquei sabendo que como muitas outras coisas, o marketing é maior e os pralines Godivianos não são feitos na Bélgica (mas mesmo assim são deliciosos e esse detalhe pode ser desconsiderado!).

O Leônidas (sim, essa marca com nome estranho) é o melhor custo benefício. Os pralines são feitos na própria Bélgica e essa marca foi escolhida para atender a Côrte do país. Também vale uma dica: peça para colocar os bombons em sacos e não em caixas, que acabam encarecendo o produto.

20160109_134410

A Neuhaus tem uma história curiosa. Em 1857, o proprietário Jean Neuhaus inaugura uma farmácia na famosa galeria de la Reina em Bruxelas e tem a ideia de cobrir as pílulas medicinais com uma camada de chocolate para se tornarem mais palatáveis aos seus clientes. O negócio deu tão certo para o lado do doce que a família abriu uma das mais luxuosas confeitarias da cidade. E hoje, as lojas não perderam o design parecido com as antigas boticas.

Já a Frederic Blondeel é especializada em utilizar e demonstrar a diversidade que o cacau pode ter através de vários países. Você pode encontrar o cacau da Venezuela, de Angola e até do Brasil ( a diferença é que está escrito nas embalagens, já que o cacau provém de diversos países da América do Sul e África).

 

20160109_134240

Na loja há chocolates com 75%, 85% e até 100% de cacau e que de acordo com aqueles que saborearam este último o gosto é insuportavelmente amargo.

Também vale a pena conhecer la Maison Pierre Marcolini, um chocolateur belga que impressiona pelo design moderno e contemporâneo do chocolate e Patrick Roger, um gourmet francês empenhado em aperfeiçoar “a arte do chocolate” e que tem uma loja deslumbrante e moderna em Bruxelas.

Estamos falando de deliciosos chocolates feitos por mestres gourmets (não desprezando os populares!), mas que possuem um gosto diferenciado, com menos açúcar e mais cacau, além de especialmente elaborados e desenhados. O preço também segue a linha requintada, como por exemplo o Leônidas que custa 9 euros cada 100 gramas, ou seja, nesta data, em torno de 45 reais. Mas não se assuste, na viagem vale a pena reservar uns euros para provar essas delícias…

O Tour de chocolate  sai por 30 euros cada pessoa (em torno de 145 reais na presente data) e vale a pena para quem entende bem a língua inglesa.

Sbre Eanne

 

 

 

 

 

 

 

1 comentário em “Os melhores chocolates do mundo”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s