Bar e Lanches Estadão

Nenhum comentário

Em cada grande megalópole deveria existir um espaço onde diferentes grupos e classes sociais frequentem, a despeito de suas contradições e constantes disputas. Espaço este que pode ser relativo às artes, ou aos esportes – por exemplo, assistir um jogo de futebol na arquibancada anos atrás – ou então à gastronomia. São Paulo é uma cidade multicultural por natureza e é também espelho do principal problema brasileiro: a violenta desigualdade que vai da Cracolândia à Rua Oscar Freire, da Brasilândia até o Pacaembu, do Capão Redondo até as Perdizes. Desigualdade aética (não confundir com Aécio, embora sejam muito semelhantes), símbolo maior do Brasil.

O Bar e Lanches Estadão fica no centrão, ali na esquina formada pela Rua Martins Fontes, Avenida São Luis e Rua Cel. Xavier de Toledo. Foi aberto em dezembro de 1968, mês em que foi decretado o famigerado AI-5. É assim chamado, pois a redação do jornal O Estado de S. Paulo ficava ao lado, sendo posteriormente – se não me engano – a sede do extinto jornal A Gazeta Mercantil.

O Estadão a rigor é uma lanchonete onde são servidos também refeições. Não existem mesas, você tem que sentar no balcão. Funciona 24 horas todos os dias da semana, e se não mudou fecha apenas no Natal e acho que na sexta feira santa. É relativamente barato, com os pratos do dia saindo por volta de R$ 15 – R$ 20; o seu tradicional pernil vale hoje R$ 14, na versão mais simples.

estadao_3

Sou frequentador já faz tempo do Estadão. Comi muitas vezes feijoada de madrugada, de sexta para sábado, onde é servida desde as 21:00 hs mais ou menos. Feijoada de madrugada + futebol no sábado de manhã era uma combinação irresistível, mas às vezes trágica, especialmente para um goleiro…

No Estadão vi a maior combinação de tipos urbanos existente em São Paulo: taxistas, filósofos, trabalhadores braçais, policiais, bandidos, homens da lei – nestes últimos é difícil a distinção -, putas, putos, travestis, físicos, religiosos, ateus, profetas, jornalistas, atores e artistas em geral.

Tinha um atendente que me atendia de madrugada – um senhor que ficava no caixa, gordo e de bigode, esqueço o seu nome, trabalhava somente na madrugada  – que compartilhava comigo o hábito de beber Underberg, que segundo ele é a única bebida recomendada, pois apresenta em seu rótulo a assinatura de um médico. Este senhor já faleceu, infelizmente.

Para os vegetarianos, existe em frente, na outra calçada, o restaurante vegetariano Nutrisom.

Quando alguém de fora me pergunta um lugar para comer em São Paulo, eu recomendo o Estadão: um lugar simples e barato, com excelente comida e excepcionais lanches, e principalmente, um mosaico de que é – ou deveria ser – São Paulo.

bar estadao 01

Endereço:
Viaduto Nove de Julho, 193
Centro – São Paulo – SP

Website: http://www.estadaolanches.com.br/index.html

sobre parma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s