Jesus Cristo, o maior torcedor da Portuguesa!

Nenhum comentário

Sou um entusiasta por futebol. Acho que nenhum outro esporte consegue expressar todas as grandezas e fraquezas humanas, tais como a generosidade, a mesquinhez, a alegria e o ódio. É um esporte onde a individualidade é importante, mas o coletivo é o elemento preponderante. Messi é gênio, mas ele não conseguiria jogar sozinho. O Barcelona é o que é em parte devido ao seu elenco estelar, mas a harmonia e a organização do seu coletivo – implementado pelo Pep Guardiola – é para mim a grande chave do seu sucesso.

Talvez por isso o futebol seja tão popular, com suas regras simples: na rua ou na praia bastam duas pedras, nem calçado precisa, e a discussão se foi ou não gol é um exemplo da construção do consenso pelo entendimento e dialética.

Bom, pode me mandar ao inferno se você acha que estou exagerando.

Nestes tempos de péssimo futebol – pelo menos aqui nas terras brasileiras – e no meio do furacão devido aos escândalos da FIFA, CBF e a Rede Globo plim plim – o elemento ainda oculto nisto tudo – me peguei imaginando qual o time que Jesus Cristo torceria, se vivo estivesse.

E cheguei a conclusão de que este time é a Portuguesa de Desportos.

Tenho a convicção de que Ele seria um torcedor fanático deste time que é o exemplo da injustiça dentro e fora dos estádios.

A Portuguesa hoje disputa a série C do Brasileiro, e fico imaginando Ele indo ao Canindé com uma túnica branca e vermelha, descalço, sem um puto no bolso exceto apenas para o dinheiro do ingresso na arquibancada e um outro trocado para um bolinho de bacalhau que o bar do estádio vende. Jesus Cristo sofrendo, chorando, xingando polidamente o juiz, e finalmente explodindo de alegria nas raras vezes que o rubro verde balança as redes.

Afinal de contas Ele sempre está e estará ao lado dos sofredores e oprimidos. E se Ele escreveu – ou seus apóstolos, que dizem que dá no mesmo – que é mais fácil um camelo passar por um buraco de agulha do que um rico entrar no reino dos céus, ele certamente, como um amante do futebol, enxergaria na atual crise da Portuguesa uma metáfora dos tempos atuais, onde os pequenos e os miseráveis são expurgados lentamente da sociedade de consumo. Se você não consome o suficiente, não merece viver, vá para a série C, não encha o saco e morra lentamente, ninguém sentirá a sua falta.

Com certeza Jesus Cristo estará pensando nisso, na sua anônima viagem até Guaratinguetá, no próximo sábado, onde a Lusa enfrentará o time local pela 4ª rodada do Brasileirão da série C.

sobre parma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s