Um abraço sincero

Nenhum comentário
Foto: acervo pessoal
Foto: acervo pessoal

Cheguei de Morro de São Paulo (um lugar lindo) e parei para pensar no que vi. Não foram só paisagens deslumbrantes, mas um abraço caloroso entre o guia que pilotava uma lancha num passeio e uma moça que preparava ostras num bar que flutuava no rio. Fiquei somente observando e percebi que eles eram amigos, que ficaram felizes por terem se encontrado, e por isso, deram um abraço descompromissado e verdadeiro. Eu senti. Daí parei para pensar quantas vezes num ano, que seja, fazemos o mesmo? Quantas vezes abraçamos um amigo ou um vizinho com a mesma sinceridade, vontade e prazer? Hoje, os amigos se acompanham pelo Facebook. Já ouvi muitas vezes: ” eu fico sabendo da sua vida pela rede social”. Pensando na cena dos amigos baianos, isso soa tão frio, tão distante e artificial. Claro, muitas pessoas devem pensar que no meio da correria do dia-a-dia, ver passar a vida dos amigos na timeline talvez seja uma solução para não perder o contato. Mas será que não nos acomodamos por “manter contato” virtual ao invés de sentir o calor de um amigo? Será que estamos cada vez mais se distanciando das pessoas pelas facilidades tecnológicas atuais? Talvez todas essas questões possam ser respondidas mais a frente, quando um abraço apertado fazer parte de uma paisagem.

Sbre Eanne

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s